ACESSO RÁPIDO

Programa Santa Casa de Voluntariado

O trabalho voluntário é intrínseco na história da Santa Casa, sendo a forma mais antiga de relacionamento com a sociedade. Ao longo de toda a história da instituição os voluntários, em alguns momentos, foram responsáveis por manter a casa em funcionamento com donativos e até mesmo com atividades técnicas. Hoje, o trabalho está cada vez mais especializado, consolidando o voluntário como parte integrante das equipes assistenciais do complexo hospitalar.

O Programa Santa Casa de Voluntariado foi implantado em 2001, em sintonia com o Ano Internacional do Voluntariado e, desde então, é coordenado pelo Serviço Social. No primeiro momento se fez necessário reconhecer os voluntários que já atuavam na Instituição, bem como dar visibilidade ao trabalho que estes desenvolviam. Ainda no processo de implantação, passou-se a se adequar o trabalho aos padrões de qualidade e segurança, padronizar as ações nas unidades assistenciais, instituir normas, critérios e rotinas para admissão, capacitação e acompanhamento dos voluntários no cotidiano da Instituição, desafios importantes que contribuíram para a consolidação do Programa. O programa conta com 300 voluntários cadastrados até o final de 2020.

Importa frisar que entre as principais características do trabalho voluntário na Santa Casa estão a participação da comunidade (leigos); o contato direto com pacientes e acompanhantes e a humanização da assistência através de atividades educativas, de lazer, apoio espiritual e recreação. Humanizar não é uma técnica, mas sim o exercício constante de individualizar a assistência de acordo com a necessidade e a realidade de cada paciente.

Para tanto, o Programa Santa Casa de Voluntariado organiza suas atividades segundo as fases do desenvolvimento humano (crianças e adolescentes, adultos e idosos), as necessidades e limitações impostas pela patologia e/ou pela terapêutica, as condições psicológicas e socioculturais dos pacientes e acompanhantes, às oportunidades e necessidades institucionais no âmbito da humanização da assistência, primando sempre pela educação, promoção e a prevenção da saúde.

A equipe técnica do Programa Santa Casa de Voluntariado é composta pelos profissionais (Supervisora do Programa, assistentes sociais e assistente administrativo) que desempenham os seguintes papéis:
• Supervisora: Gerenciamento do Programa, capacitações, admissão e colocação nas linhas de atuação, participação nas reuniões, planejamento das atividades e entrevista de desligamento;
• Assistentes Sociais: Acompanhamento do voluntário na área de atuação, participação nas reuniões;
• Assistente administrativo: Logística do Programa (atualização do cadastro, organização do material para capacitações, divulgação de comunicados oficiais e etc).

• Idade mínima de 21 anos
• Disponibilidade de 3 horas semanais para dedicar-se à atividade
Curso de Preparação ao Voluntariado promovido pelo Serviço Social do Comércio – SESC
• Capacitação na área hospitalar promovida pela Santa Casa, após curso de preparação ao voluntariado do SESC

Para iniciar atividade voluntária é necessário entregar os seguintes documentos:
• Cópia da carteira de identidade
• Certificado do Curso de Preparação ao Voluntariado do SESC
• Atestado médico

Os voluntários recebem crachá padrão da Instituição e uniforme, sendo obrigatório o uso destes para a realização das atividades. Por questões de segurança é obrigatório o uso de calçados fechados, cabelos presos, brincos sem pingente, sendo restrito o uso de adornos corporais durante as atividades.

Objetivo: Auxiliar cliente/paciente para melhor localização dentro do complexo.
Atividade: Orientar e/ou conduzir o cliente/paciente até o setor desejado quando este apresentar dificuldade de localização.

Objetivo: Oferecer ao paciente momentos de lazer, recreação, alivio de tensão e apoio, bem como identificar necessidades básicas com relação a necessidade de roupas, produtos de higiene, etc.
Atividade: Visitar o paciente no leito, levando material de leitura, jogos e outros, para que ele próprio possa utilizar, e colocar-se à disposição para ouvi-lo. Fornecer itens de higiene e roupas, caso a necessidade seja identificada.

Objetivo: Minimizar os traumas da internação hospitalar na vida da criança.
Atividade: Cuidar das crianças que se encontram internadas nas Unidades de Internação Pediátrica e UTI Neonatal, sem acompanhante, proporcionando cuidados de higiene e alimentação, carinho e aconchego. Incluir, sempre que possível, atividade lúdica.

Objetivo: Oferecer atividades pedagógicas/recuperação de conteúdos escolares, tendo por base a sua fase de desenvolvimento, a partir dos conteúdos desenvolvidos enviados pela Escola de cada criança e ao adolescente hospitalizado há mais de 10 dias e sem prognóstico de alta.
Atividade: Levar até o leito material didático (caderno, folhas de ofício, lápis, borracha, livros) para desenvolver atividades.

Objetivo: Oferecer à criança e ao adolescente hospitalizado ou ao hóspede da Casa de Apoio Madre Ana um espaço lúdico.
Atividade: Manter a sala de recreação aberta nos horários estabelecidos, oferecendo brinquedos, jogos, livros infantis e materiais de artes, realizando brincadeiras e desenvolvendo bons hábitos (zelo e organização do ambiente e materiais).

Objetivo: Proporcionar momentos de ludicidade na sala de espera dos ambulatórios.
Atividade: Oferecer à criança e ao adolescente brinquedos, jogos, livros e outros materiais de artes, realizando brincadeiras e desenvolvendo bons hábitos (zelo e organização do ambiente e materiais).

Objetivo: Sustentabilidade da Casa de Apoio Madre Ana através da realização da Venda de Garagem.
Atividade: A Venda de Garagem é uma iniciativa da Santa Casa em benefício da Casa de Apoio Madre Ana. Os voluntários separam e organizam as peças doadas, bem como realizam o atendimento ao público no dia do Venda de Garagem. Com edições mensais, a Venda de Garagem oferece roupas, utensílios domésticos, calçados e acessórios, todos doados pela comunidade.

Objetivo: Inclusão digital.
Atividade: Manter as salas da “Estação Digital” aberta nos horários estabelecidos, auxiliar e acompanhar os pacientes no acesso à internet e outras ferramentas da tecnologia da informação.

Objetivo: Diminuir o impacto da doença através do acolhimento, orientação e auxílio na utilização do espaço.
Atividade: Recepcionar o paciente e acompanhante no Centro de Convivência, orientar quanto ao uso do local, propiciando a utilização do ambiente de forma humanizada, de acordo com a necessidade do paciente e seu acompanhante.

Objetivo: : Oportunizar novas aprendizagens e alternativas para geração de renda durante o período de internação dos pacientes ou hospedagem na Casa de Apoio Madre Ana através do desenvolvimento de técnicas de artesanato.
Atividade: Disponibilizar matéria prima para artesanato (tapeçaria, bordado, pintura, fuxico, reciclagem) e ensinar os participantes as diferentes técnicas de confecção.

Objetivo: Promover e incentivar a leitura de hóspedes da Casa de Apoio Madre Ana, bem como encontros culturais e literários.
Atividade: Organizar e catalogar os livros doados e receber os hóspedes interessados em acessar o acervo.

Objetivo: Fornecer para os pacientes e acompanhantes (hóspedes) doações, de acordo com a necessidade destes e disponibilidade.
Atividade: Receber, selecionar e armazenar as doações recebidas da comunidade, a fim de atender as necessidades de higiene e vestuário dos pacientes e acompanhantes.

Objetivo: Cuidar dos jardins, vasos e plantas na Casa de Apoio Madre Ana.
Atividade: Plantar, regar, adubar e ornamentar os ambientes da casa de apoio.

Objetivo: Sensibilizar pacientes e acompanhantes sobre a importância da reposição do hemocomponente utilizado durante o período de internação, e desta forma manter o estoque no Banco de Sangue sem risco de comprometimento à assistência prestada.
Atividade: Realizar abordagem de orientação e sensibilização junto ao paciente e acompanhantes para a doação de sangue. O voluntário se dirige ao leito após sinalização da assistente social da respectiva área, que lhe indica quais pacientes realizaram transfusão. Para esta atividade o voluntário recebe treinamento específico ministrado pelo Banco de Sangue em parceria com Serviço Social.

Objetivo: Manter os estoques de leite humano do Banco de Leite da Santa Casa, suprindo assim as necessidades dos recém-nascidos conosco internados.
Atividade: Buscar, com meio de locomoção próprio, o leite humano fornecido pelas doadoras cadastradas junto ao Banco de Leite da Santa Casa. Nesta atividade o voluntário é acompanhado por um técnico do Banco de Leite.

Para fazer parte do Programa Santa Casa de Voluntariado, você deve preencher o formulário abaixo indicando a atividade a qual você tem interesse em partipar. Nossa equipe irá entrar em contato com você assim que possível.
Ao preencher o formulário, você concorda em receber materiais de divulgação do Programa Santa Casa de Voluntariado por e-mail e pelo WhatsApp.