ACESSO RÁPIDO
Hospital Dom João Becker

Balanço de janeiro projeta futuro do Dom João Becker

Publicado 24 de February de 2022
Balanço de janeiro projeta futuro do Dom João Becker

Um novo panorama na gestão do Dom João Becker se descortina, a partir de 2022. Recentemente realizada no hospital, a primeira Reunião de Alinhamento Estratégico (RAE) do ano marcou pela apresentação de números e projeção de ações, visando o crescimento da Santa Casa de Misericórdia em Gravataí. A diretoria executiva da matriz participou da reunião com os líderes do HDJB, em um formato que deve se repetir todos os meses, ao longo do ano.

Lideranças de todas as áreas estiveram presentes. Segmentos como Centro Cirúrgico, UTI, Ambulatório, Unidades de Internação, SADTs (exames) e Emergências realizaram suas apresentações. O destaque dessa primeira RAE de 2022 esteve por conta do resultado líquido do mês de janeiro, que ficou 147% acima da meta estabelecida, muito em decorrência da redução de custos. “Estamos em busca, não só de um equilíbrio, mas também de estabelecermos condições para mais investimentos, visando qualificar ainda mais o serviço de saúde da Santa Casa em Gravataí”, afirma do Superintendente do Dom João Becker, Antonio Weston.

O encontro, além da análise de desempenho das áreas, também serviu para a contratação de melhorias na prestação do serviço. Uma delas será a readequação das oito salas do Centro Cirúrgico e da utilização da inteligência artificial (robô Laura) no atendimento das emergências. “Vamos olhar o Becker para frente, pensar no seu desenvolvimento, dar velocidade nos avanços os quais nos propusemos. Podem ter certeza que vamos todos juntos nessa caminhada ao longo dos doze meses do ano”, enfatizou o Diretor Geral da Santa Casa de Misericórdia, Júlio Matos. Segundo ele, o Dom João Becker está na direção do mesmo modelo de excelência existente em Porto Alegre, de maneira estruturada e respeitando o contexto cultural para atender as necessidades dos pacientes de Gravataí e Região.

ALGUNS NÚMEROS DE JANEIRO NO HDJB:
Ambulatórios – 2.188 consultas
Emergências – 9.315 atendimentos
UTI (taxa de ocupação) – SUS (91%) e Não SUS (100%)
Unidade de Internação (ocupação) – SUS (74%) e NÃO SUS (50%)
Exames (SADTs) – 69.350 realizados
Cirurgias – 1.041 realizadas

Texto e imagem: Nelson Dutra/Santa Casa


226 visualizações