ACESSO RÁPIDO
Hospital Dom João Becker

Hospital Dom João Becker recebe certificação inédita de qualidade

Publicado 01 de junho de 2022
Hospital Dom João Becker recebe certificação inédita de qualidade

O Hospital Dom João Becker recebeu a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA), que atesta a qualidade de processos assistenciais. Considerada a principal avaliadora em hospitais brasileiros, a ONA é membro da International Society for Quality in Health Care (ISQua), entidade internacional que certifica o serviço de saúde em países como Estados Unidos, Canadá, França e Reino Unido. Após uma criteriosa análise, o hospital de Gravataí passa a adotar o selo de “Acreditado” (ONA I), até abril de 2024. Em seus 62 anos de existência, é a primeira vez que o HDJB recebe avaliação semelhante. Na prática, a conquista consolida os avanços ocorridos, principalmente nos dois últimos anos, no que diz respeito ao atendimento de pacientes.

A obtenção do selo de qualidade foi um processo amadurecido desde que a Santa Casa passou a ser proprietária do hospital, em agosto de 2018. De lá para cá, vários protocolos de gestão foram adotados, aprimorando práticas e estratégias, seja na assistência ou na área administrativa. “A conquista da acreditação sempre foi um objetivo, desde que assumimos o Dom João Becker. Estamos muito felizes e confiantes que iremos avançar ainda mais, em busca do nível pleno, daqui a dois anos”, afirma o superintendente Antonio Weston. Cerca de 80% das instituições acreditadas no Brasil adotam os padrões da ONA em sua governança. São hospitais, laboratórios, ambulatórios, serviços de pronto atendimentos, entre outras organizações do segmento de saúde.

Para certificar um hospital, os avaliadores da ONA percorrem a trajetória do paciente dentro da instituição, avaliando cada ponto da jornada, desde a entrada na emergência até o pós-operatório, por exemplo. “Nesse processo eles indicam quais são as oportunidades de melhoria para qualificar ainda mais a experiência do paciente”, explica o diretor médico do HDJB, Fernando Issa. Segundo ele, o atendimento de dor torácica e acidente vascular encefálico, por estarem entre as principais causas de mortes em todo o mundo, foram os escolhidos para serem avaliados a fundo pelos profissionais da ONA. Além deles, outros protocolos foram analisados.

FUTURO – Para o diretor médico, um dos maiores desafios que a Santa Casa encontrou em Gravataí foi o de restaurar a imagem do Dom João Becker junto à comunidade. A divulgação massiva de boas práticas assistenciais tem sido uma das filosofias instituídas pela organização na gestão do hospital. A conquista da ONA é, certamente, o carimbo de que o trabalho está no rumo certo. “Esse selo vai trazer mais visibilidade para o que é realizado diariamente e de forma incessante dentro do hospital”, destaca Issa. Após os dois anos de vigência, será possível manter o padrão ou buscar os níveis Pleno (ONA II) ou Excelência (ONA III).

A dimensão do trabalho de cerca de mil profissionais, todos os dias, pode ser mensurada. Somente nos quatro primeiros meses de 2022, pelo Sistema Único de Saúde, foram realizados 11.827 atendimentos na Emergência e 1.957 internações. O Dom João Becker também efetuou 2.426 procedimentos cirúrgicos e 204.374 SADTs (exames e diagnósticos) pelo SUS. “A conquista da ONA vem a coroar o nosso empenho, mas nos desafia ainda mais. Temos consciência do papel da Santa Casa na construção de uma saúde pública de qualidade em Gravataí e vamos usar a nossa experiência, construída ao longo de 219 anos, nessa missão”, finaliza Antonio Weston.


221 visualizações