ACESSO RÁPIDO
Hospital Dom João Becker

Polícia Civil e Dom João Becker se unem no combate à violência doméstica

Publicado 30 de June de 2022
Polícia Civil e Dom João Becker se unem no combate à violência doméstica

Estudo da revista científica The Lancet em 161 países (incluindo Brasil) aponta que 27% das mulheres entre 15 e 49 anos já sofreu algum tipo de violência doméstica. Um dado que assusta em pleno Século XXI. De acordo com a delegada Fernanda Generali, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM), em Gravataí os casos de abuso moral e psicológico prevalecem ante os demais, embora agressões físicas e sexuais também sejam constantemente denunciadas. Fernanda esteve no Dom João Becker para conversar com os colaboradores do hospital e destacou a importância desse grupo de profissionais no combate aos crimes domésticos.

Os pesquisadores do The Lancet acreditam que os números apontados pela pesquisa devem ser ainda maiores, devido ao levantamento se basear em denúncias formais e a questão da violência doméstica ainda ser muito estigmatizada. De qualquer modo, dizer que uma em cada quatro mulheres já sofreu algum abuso é um dado alarmante. Em Gravataí, Fernanda Generali convive com essa realidade diariamente. A delegada destaca a estrutura da Polícia Civil no combate a esses casos, com a presença de 23 delegacias especializadas no Rio Grande do Sul, todas com ambientação focada no acolhimento das vítimas.

De acordo com Fernanda, o Dom João Becker funciona como uma porta de entrada para muitos exemplos de violência contra a mulher. “É muito importante encontros como esse, pois reforçam a necessidade dos colaboradores do hospital saberem identificar, proceder, orientar e se tornarem multiplicadores de conhecimento”, comenta. A delegada ressalta que o profissional de saúde deve adotar uma postura acolhedora para com a vítima, já que se encontra violada pela agressão, e encaminhá-la para atendimento na Delegacia ou para a rede de proteção específica existente no município (Centro de Referência no Atendimento à Mulher - Casa Lilás).

VULNERABILIDADE - Para a direção do Hospital Dom João Becker, a articulação com a DEAM é estratégica e oportuniza a criação de um novo paradigma na defesa das mulheres. “Temos aqui no hospital uma equipe de assistência social e psicologia que tem contato direto com a Casa Lilás e consegue dar o devido acolhimento a essas vítimas dentro do processo assistencial”, comenta a gerente hospitalar do HJDB, Louise Chagas. Segundo ela, é fundamental ter uma condução assertiva no momento que se tem contato com uma pessoa que sofreu abuso, pois essa está em uma condição de total vulnerabilidade.

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Gravataí está localizada na Avenida Ely Corrêa, número 1.013 (2º andar). Mais informações pelos fones (51) 3945-2711 ou 3945-2712. As denúncias podem ser realizadas de maneira totalmente anônima.

Texto e imagem: Nelson Dutra/Santa Casa


73 visualizações