Ambulatório de Especialidades Médicas

Ambulatório de Prevenção e Tratamento de Lesões de Pele

Ambulatório de Quimioterapia

Anestesiologia

Banco de Córneas

Banco de Tecidos

Cancerologia Clínica

Cardiologia Clínica

Cardiologia Pediátrica

Centro Cirúrgico Ambulatorial

Centro de Asma Grave

Centro de Cardiodiagnóstico

Centro de Cirurgia Bucomaxilofacial

Centro de Diagnóstico por Imagem

Centro de Ginecologia da Infância e Adolescência

Centro de Infusões

Centro de Medicina Sexual

Centro de Prevenção do Câncer

Centro de Prevenção e Tratamento da Osteoporose

Centro de Reabilitação Pulmonar

Centro de Tratamento da Dor

Centro de Tratamento da Obesidade

Centro Internacional de Arritmias - Instituto J. Brugada

Cirurgia Aparelho Digestivo

Cirurgia Cabeça e Pescoço

Cirurgia Cardiovascular

Cirurgia de Coluna Pediátrica

Cirurgia Geral

Cirurgia Oncológica

Cirurgia Pediátrica

Cirurgia Torácica

Cirurgia Vascular e Endovascular

Coloproctologia

Controle de Infecção e Infectologia Pediátrica

Cuidados Paliativos

Dermatologia

Diálise

Emergência adultos

Emergência Pediátrica

Endocrinologia

Endoscopia

Gastroenterologia Pediátrica

Geriatria

Ginecologia e Obstetrícia

Hematologia

Hemodinâmica em Cardiologia Intevencionista

Imagens Moleculares - PET/CT

Infectologia

Instituto de Robótica

Instituto Materno-Fetal Celso Rigo Associado à Medicina Materno-Fetal Barcelona

Laboratório de Análise de Clínicas

Laboratório de Biologia Molecular

Laboratório de Função Pulmonar

Laboratório de Imunologia de Transplantes

Laboratório de Micologia

Laboratório de Microbiologia

Laboratório de Motilidade Digestiva

Laboratório de Patologia

Laboratório do Sono

Litocentro

Mastologia

Maternidade Mário Totta

Medicina Intensiva

Medicina Interna

Nefrologia

Nefrologia Pediátrica

Neonatologia

Neurocirurgia

Neurologia

Neurorradiologia

Núcleo de Cirurgia Plástica

Núcleo de Doença de Parkinson e Distúrbios do Movimento

Núcleo de Esclerose Múltipla e Doenças Neuroimunes

Núcleo de Insuficiência Cardíaca

Núcleo de Memória e Distúrbios Cognitivos

Núcleo de Neurocirurgia de Coluna

Nutrição

Oftalmologia

Oncologia Radioterápica

Ortopedia e Traumatologia

Ortopedia Pediátrica

Otorrinolaringologia

Otorrinolaringologia Pediátrica

Patologia

Pediatria

Pneumologia

Pneumologia Pediátrica

Psiquiatria

Quimioterapia Pediátrica

Radioterapia

Rastreamento de Câncer de Pulmão - Núcleo de Saúde Pulmonar

Reabilitação Pós-Covid

Reabilitação Robótica – Serviço de Fisioterapia

Reumatologia

Urologia

Centro de Medicina Sexual

O Centro de Medicina Sexual é integrado pelos Serviços de Ginecologia e Urologia da Santa Casa e tem como objetivo a assistência, ensino e pesquisa no campo da saúde sexual. O serviço especializado de medicina sexual é destinado para atendimento de pacientes dos sexos feminino e masculino com disfunções sexuais e reabilitação sexual, oferecendo aos mesmos excelentes alternativas terapêuticas.

Atualmente, o Centro disponibiliza atendimentos particular e de convênios aos pacientes.

 

Diferenciais

- Hospital de grande porte, atendimento terciário e com estrutura de hospital de ensino, pesquisa e assistência.
- Estrutura diferenciada para atendimento de pacientes com disfunções sexuais.
- Tecnologia e métodos diagnósticos adequados.
- Privacidade, acolhimento e apoio no atendimento do paciente.
- Profissionais com formação diferenciada e especializada para condução de todos os tipos de casos.
- Abordagem multidisciplinar.

 

Equipe

Dr. Ernani Luis Rhoden - Urologista, Saúde Masculina, Andrologia
 

Perguntas frequentes

O que são disfunções sexuais masculinas?
O termo disfunção sexual utilizado para caracterizar a insatisfação do paciente com a sua atividade sexual. As causas podem ser de origem orgânica, psicológica e ou social.

O que são disfunções sexuais femininas?
Termo utilizado para caracterizar quando uma mulher tem alguma dificuldade sexual que gera insatisfação, com duração maior de seis meses, e está associada a angústia/stress. A causalidade é biopsicossocial e, em geral, multifatorial.

Quais são as disfunções sexuais masculinas mais frequentes?
As principais disfunções sexuais do homens são a disfunção erétil, alterações na função ejaculatória, alterações na função da libido e alterações na função do orgasmo.

O que é disfunção erétil?
Disfunção erétil é o termo empregado para caracterizar a inabilidade do paciente em ter uma ereção adequada para completar o intercurso sexual. Aproximadamente 50% dos homens após os 50 anos de idade apresentam alguma queixa nesta questão.

O que é ejaculação rápida ou precoce?
É a incapacidade ou distúrbio no controle da ejaculação. Ou seja, ejaculação antes do momento desejado pelo paciente. Esta disfunção acomete aproximadamente 30% dos homens e pode causar transtorno na atividade sexual do casal.

O que são as alterações da libido?
Libido está vinculada com o desejo sexual e pode ser hipoativo ou hiperativo. As causas podem ser variadas com origem orgânica ou psicológica comportamental. A investigação e diagnóstico adequado são fundamentais para conduzir apropriadamente os distúrbios.

Existem doenças que podem afetar a função sexual masculina?
Há diversas condições clínicas que podem afetar a função sexual masculina. Doenças como o diabetes, hipertensão e obesidade; uso de substâncias como o álcool, tabagismo e drogas ilícitas; e uso de medicamentos como os psicotrópicos podem afetar a função sexual do homem. Cirurgias pélvicas como prostatectómica, do trato digestivo ou doenças que afetem o sistema nervoso periférico também podem interferir negativamente na resposta sexual masculina.

Quais os tratamentos para as disfunções sexuais do homem?
A instituição terapêutica passa necessariamente por um diagnóstico apropriado e, por isso, história clínica, exame físico e exames complementares são fundamentais. Os tratamentos partem desde a correção de alterações clinicas subjacentes, psicoterapia e tratamentos que incluem os uso de medicamentos de forma apropriada até a possibilidade de intervenções cirúrgicas mais complexas como próteses penianas.

Quais são as disfunções sexuais femininas (DSFs) mais frequentes?
As DSFs mais frequentes são anorgasmia primária e/ou situacional, desejo hipoativo, dispareunia e vaginismo.

O que é anorgasmia?
É a ausência ou falta recorrente do orgasmo durante atividade sexual. Pode ser primária, quando a mulher nunca teve orgasmo, ou situacional, a partir de alguma ocorrência ou situação.

O que é dispareunia e ou vaginismo?
É quando a mulher tem dor ou desconforto durante a fase da penetração. Pode ser superficial, profunda ou mista, de origem orgânica e ou psicogênica. Além disso, a mulher pode também não conseguir ter a penetração ou ter de forma parcial., associada a contraturas involuntárias. Ambas situações são também conhecidas como transtorno de dor gênito/pélvica.

O que é desejo hipoativo na mulher?
É quando a mulher não tem vontade de ter ou manter relações sexuais, mesmo com estímulo adequado. Associa-se também a ausência de fantasias e ou imaginação. Não inclui os casos em que a mulher não tem desejo espontâneo mas, após o estímulo, acaba tendo uma resposta sexual adequada. A prevalência das DSFs é de aproximadamente 40%.

Existem doenças que podem afetar a função sexual feminina?
Muitas doenças podem afetar a função sexual feminina como o diabetes e alterações hormonais como hiperprolactinemia, hipotireoidismo ou menopausa. Além disso, há outros fatores como a hipertensão e obesidade; uso de substâncias como o álcool, tabagismo e drogas ilícitas; e uso de medicamentos como os psicotrópicos, antidepressivos de receptação da serotonina que podem afetar a função sexual da mulher. Cirúrgicas pélvicas, cirurgia do trato digestivo ou mesmo doenças que afetam o sistema nervoso periférico podem interferir negativamente na resposta sexual feminina.

Quais os tratamentos para as disfunções sexuais na mulher?
O tratamento passa por uma abordagem e diagnóstico adequado, englobando o histórico de vida sexual, exame físico e exames complementares. Os tratamentos partem da correção de alterações clinicas subjacentes, hormonioterapia, bem como o uso de antagonistas dos efeitos colaterais causados por alguns medicamentos, psicoterapia e ajustes no uso de medicamentos de forma apropriada. A base do tratamento inclui, desde a terapia sexual comportamental cognitiva com o uso de técnicas gerais e específicas, até a possibilidade de intervenções cirúrgicas quando indicado nas patologias associadas.

 

Localização: Hospital Santa Clara da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Agendamento convênios e particulares: (51) 3214.8000 (de segunda a sábado, das 7h às 20h, e nos feriados das 7h às 19h. Nos domingos não há atendimento)